A Soberania de Deus na vida de Jó

A Soberania de Deus na vida de Jó

A Soberania de Deus demonstrada na vida de Jó reflete o que pode acontecer na vida dos filhos de Deus. Jó era um homem temente a Deus que se desviava do mal e, em tudo procurara agradar a Deus. A vida de Jó não será a mesma após o versículo seis do primeiro capitulo , Satanás tentará destruí-lo por causa da sua fidelidade a Deus. A seguir alguns pontos para a nossa meditação.

1.         Satanás o adversário – Satanás é o adversário número 1 de Deus, tudo que é de Deus é alvo da ira de Satanás e tudo que é de Satanás é alvo da ira de Deus. Podemos concluir que Jó se encontrava no meio do olho do furacão por estar do lado de Deus e, Satanás tem o observado: “De onde você vem?”, perguntou o Senhor. Satanás respondeu: “Estive rodeando a terra, observando o que nela acontece”. (Jó 1:7) Repare nos termos “rodeando e observando”, é isso que o maligno faz desde a fundação do mundo e o fará até o momento em que ele for totalmente aniquilado. O apóstolo Pedro alertou a Igreja sobre este perigoso adversário: 

“Estejam atentos! Tomem cuidado com seu grande inimigo, o diabo, que anda como um leão rugindo à sua volta, à procura de alguém para devorar”. (1Pe 5:8).  O Senhor provoca a Satanás com a obediência de Jó: “Então o Senhor perguntou: “Você reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele. É homem íntegro e correto, teme a Deus e se mantém afastado do mal” (Jó 1:8).  Satanás replica que a fidelidade de Jó está condicionada aos benefícios que Deus o concede e afirma que se isso for retirado de Jó ele pecará contra o Senhor. “Tu puseste um muro de proteção ao redor dele, de sua família e de seus bens e o abençoaste em tudo que ele faz. Vê como ele é rico! Estende tua mão e toma tudo que ele tem, e certamente ele te amaldiçoará na tua face!”. (Jó 1:10-11)

2.         Jó um servo fiel – Por causa da sua fidelidade a Deus, Jó sofrerá uma sucessão de perdas: Jó foi roubado (1:15,17) , fogos caiu do céu e consumiu suas ovelhas e seus pastores (1;16), um vendaval derrubou a casa onde os filhos de Jó se reuniam para fazer seus banquetes (1:18-19). Sem o muro de proteção que Jó tinha do Senhor, Satanás desfere seu golpe e aguarda pela vitória, bastando Jó blasfemar de Deus. A resposta de Jó é surpreendente: Então Jó se levantou e rasgou seu manto. Depois, raspou a cabeça, prostrou-se 

com o rosto no chão em adoração e disse: “Saí nu do ventre de minha mãe, e estarei nu quando partir. O Senhor me deu o que eu tinha, e o Senhor o tomou. Louvado seja o nome do Senhor!”.

“Em tudo isso,  Jó não pecou nem culpou a Deus” (Jó 1:20-22)

Na sucessão de tentativas para fazer Jó pecar contra Deus, Satanás o deixará totalmente leproso (Jó 2:7), sua esposa movida por Satanás pede para que ele amaldiçoe a Deus (Jó 2:8), três amigos Jó o acusa sem cessar, tentando conseguir alguma confissão de Jó de ter cometido algum pecado de impiedade contra Deus e por assim receber o castigo divino. Jó ficou totalmente sozinho até que o Senhor se manifesta a ele!

3.  Jó então conhece ao Senhor – Jó reconhece que não conhecia o Senhor como achava conhecer: “Antes, eu só te conhecia de ouvir falar; agora eu te vi com meus próprios olhos” (Jó 42-5). Depois de todo o período de luta contra a oposição de Satanás, da luta contra sua própria mente e da dor e do trauma de passar por tanta tragédia repentina, Jó é consolado com a grandeza de Deus ao ouvi-lo falar da sua Soberania! Não existe situação pior para o crente do que deixar de ouvir a voz de Deus!

Conclusão o Senhor abençoa a Jó – A ira de Deus se ascendeu contra os três amigos de Jó que não falaram o que era certo a respeito de Deus, a condição para Deus o poupar seria um holocausto diante de Jó para que ele orasse perdoando seus amigos. O poder do perdão é tão grande que no momento em que Jó ora por seus amigos  ele é restaurado, o Senhor o torna prospero de novo! 

A segunda parte da vida de Jó é mais abençoada do que a primeira, Deus deu em dobro tudo o que o Diabo havia tomado dele, além de consolá-lo com sete filhos e três filhas. E sua história acaba no verso 16 do cap 42 da seguinte forma: “Depois disso, Jó viveu 140 anos e viu quatro gerações de filhos e netos. Então, morreu, depois de uma vida longa e plena”. (Jó 42:16)

Assim concluímos que o Senhor é Soberano em nossas vidas! Podemos passar dias ruins nesta terra, mas se mantermos nossa fidelidade a Deus o Senhor nos abençoará com todas as sortes de bênçãos! Mantenha sua devoção intacta! Não deixe que ninguém atrapalhe sua adoração e comunhão com o Senhor. O Senhor está contigo, seja apenas forte e corajoso!

Em nome de Jesus, amém!

Rev. Clóvis Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *